Arcádia, exposição de desenho que revisita o mito, por Sophia Proença

“Arcádia”, é uma exposição de desenhos de Sophia Proença, patente na Casa-Museu Abel Salazar. 

No texto de apresentação, o Curador desta exposição, Carlos França, refere que: Sophia Proença vive e trabalha em França tendo concluído a licenciatura em Direito na Universidade Montesquieu, Bordeaux IV, e feito uma formação em Artes na Universidade da Sorbonne, Paris I. O contexto do seu trabalho fica assim marcado por vivências e experiências tanto académicas como artísticas radicadas na cultura francesa contemporânea, o que acaba por ser determinante para compreender e avaliar o percurso da sua carreira de jovem artista. 



O desenho, a par de trabalhos em fotografia e a colaboração em projectos de cinema, têm sido nos últimos anos a actividade artística que Sophia Proença tem desenvolvido com mais frequência em França. A exposição realizada por esta jovem artista luso-francesa na Casa-Museu Abel Salazar resulta numa série de desenhos na sua maioria constituídos por pequenas figuras filiformes ligadas entre si por uma complexa rede de linhas entrelaçadas, cujo resultado é uma espécie de teia arborescente disseminada pelo espaço da folha.”

A exposição “Arcádia” fica patente ao público até 2 de novembro, podendo ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00; e aos sábados, das 14h30 às 17h30. A entrada é livre.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.